Ariane Prin e seus lápis feitos a partir de resíduos

Setembro é um mês verde. Não somente porque é quando a primavera começa, mas por reunir diversas datas relacionadas à natureza, ao meio ambiente e sua preservação: o Dia da Amazônia (dia 5); o Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio (dia 16); o Dia da Árvore (dia 21) e o Dia Mundial Sem Carro (dia 22). Aproveitando a ocasião, o Dropsonomia vai publicar, durante esse mês, posts sobre ideias e iniciativas bacanas que envolvam esses temas. Espero que a proposta de um mês temático me force a escrever mais frequentemente; até para não passar o carão de publicar somente um post nesse período…

Começo, então, pela ideia da designer francesa Ariane Prin, que reaproveita o lixo gerado nos departamentos da Royal College of Art, onde faz o seu mestrado, para transformá-lo em lápis.

Continuar lendo

Anúncios

Momento DIY: Transformando rolos de papel higiênico em objeto de decoração

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados em 2007, o Brasil gera 230 mil toneladas de lixo por dia, sendo que apenas 4% disso é reciclado. Ideal mesmo, é que a preocupação não se concentre apenas na hora de dar um destino final aos resíduos. Além de pensar na reciclagem, deveríamos nos preocupar mais em reduzir e reutilizar os materiais, para que não sejam potenciais poluidores do meio ambiente.

O lado bom de toda essa história (ainda bem que sempre existem dois lados) é a possibilidade de encarar a reutilização dos materiais como um estímulo à criatividade. Certos objetos ou materiais industrializados acabam tendo uma vida útil curtíssima. Reabilitá-los dando um novo uso – algumas vezes até inusitado – é um desafio interessante. Um exemplo de material de uso efêmero é aquele rolinho de papelão, que é envolvido pelo papel higiênico. O papel acaba e o rolo vai para o lixo. Tudo bem que ele pode ir para a reciclagem, mas por que não enxergá-lo como algo a ser aproveitado ainda?

Continuar lendo